Font Size

SCREEN

Profile

Layout

Menu Style

Cpanel

BREVE HISTÓRICO DA EEM OTÁVIO TERCEIRO DE FARIAS

BREVE HISTÓRICO DA EEM OTÁVIO TERCEIRO DE FARIAS


Situada na avenida C, número 435, 2ª etapa do Conjunto José Walter, a Escola foi criada graças à colaboração do senhor Severino Gomes Sá, membro da comunidade e que trabalhava juntamente com os feirantes do conjunto como fiscal da prefeitura. Uma figura anônima que contribuiu muito para o crescimento do conjunto.

 

                O senhor Severino tinha uma filha que ia cursar o ensino médio, como no conjunto ainda não havia uma escola que atendesse essa necessidade, ele resolveu compartilhar sua preocupação com outros membros da comunidade, que resolveram fazer um abaixo assinado reivindicando uma escola de segundo grau. Colheram 2000 (duas mil) assinaturas e contaram com o apoio dos deputados Ubiratan Aguiar e Antônio Jacó.

                As assinaturas foram entregue ao então Secretário de Educação Coronel Murilo Serpa, e depois encaminhadas ao Governador do Estado Adauto Bezerra, que pelo Decreto 12.651 iniciou a obra da escola.

                A Escola recebeu o nome de Escola de 2° grau Professor Otávio Terceiro de Farias em homenagem a um grande professor da Língua Portuguesa que lecionava no Liceu do Ceará.

                Teve inicio com suas atividades educacionais e profissionalizantes no ano letivo de 1978, já na gestão do Governador Waldemar de Alcântara, com o Parecer 77/78 e com o objetivo principal e geral: “Persistir na melhoria do ensino profissionalizante, para se chegar a um bom nível de profissionais. Formando cidadãos críticos e participativos, capazes de exercer sua cidadania, consciente de seus deveres e direitos dentro de sua realidade e o mercado de trabalho”.

                Contava na época de sua inauguração com 13 salas de aula, biblioteca, diretoria, secretaria e sala dos professores, sala de orientação educacional, sala de supervisão, sala de mecanografia, cantina, banheiros para alunos, para professores e funcionários, pátio, dois almoxarifados e uma quadra descoberta para esportes e lazer. Tudo construído dentro de instalação ampla e moderna.

                A sua frente como primeiro diretor estava o professor Armindo Magalhães Duque e como primeira secretária a professora Arinete de Assis Pinheiro. Funcionando nos turnos manhã, tarde e noite, com os cursos de Habilitação básica em: Administração, Comércio e Credito e Finanças.

                Em 1989 a escola ganha mais duas salas de aula, mudanças de piso da secretaria, diretoria, pintura e manutenção das instalações elétricas e hidráulicas. Passando assim de 13 salas de aulas para 15, podendo atender a estudantes do conjunto e de bairros vizinhos.

                Devido a varias mudanças no Sistema Educacional Brasileiro e com a implantação da Lei de Diretrizes e Bases 9394/96, a escola passa a se chamar Escola de Ensino Médio Professor Otávio Terceiro de Farias. Contando com uma administração democrática e participativa, tendo a sua frente o professor José Levilton de Paula Chaves e como adjuntos os professores Paulo Carlos de Alencar (Diretor Pedagógico) e Kleber Mendes Silva (Diretor Financeiro) eleitos pela comunidade escolar e juntos traçaram objetivos a serem atingidos:

·         Fazer cumprir a função social e educacional da escola;

·         Reconhecer que o aluno é o centro do trabalho educativo;

·         Administrar com sabedoria e competência os recursos e as carências e,

·         Mostrar que ao concluir o curso profissionalizante o aluno será capaz de atuar no mercado de trabalho com todas as suas peculiaridades.

Ainda em 1997 a escola contava com os cursos Pedagógicos (manhã, tarde e noite), Habilitação Básica em Administração e Sem Habilitação nos três turnos, inclusive com anexo no horário noturno funcionando no Colégio Machado de Assis localizado bem próximo, atendendo um total de 2.260 alunos. Seu quadro docente era de 56 professores no quadro permanente e 09 com contrato temporário e o quadro de funcionários composto por 28 servidores.

                Sua biblioteca funciona nos três turnos em uma ampla sala com aproximadamente 2500 exemplares proporcionando oportunidade para pesquisas, leitura livres e com empréstimos aos alunos. Incentivando o habito da leitura, atendendo também a comunidade e favorecendo a pesquisa de alunos de outras escolas. Funcionando também para o crescimento intelectual dos alunos aoportunidade de ver filmes, vídeo, etc..., aumentando assim seus conhecimentos.

                Durante 11 anos funcionando sob o comando da então secretária Zuila Barbosa da Silva, o serviço burocrático é atualmente feito por funcionários treinados e capacitados que atendem as necessidades da escola com muito êxito.

                A partir de 2001, atendendo mais uma vez a mudança no Sistema Educacional Brasileiro, a escola passa a funcionar apenas com o curso Sem Habilitação e Tempo de Avançar Médio (TAM) que teve sua primeira turma no ano 2000.

                Agora a equipe de Multimeios coordena a Biblioteca, a Sala de Vídeo juntamente com a videoteca da escola, o laboratório de informática com 10 micros processadores de última geração onde são realizadas pesquisas via internet para os alunos da escola. Hoje a escola é mantida pelo estado e participa dos recursos do FNDE.

                                A Escola de Ensino Médio Professor Otávio Terceiro de Farias tenta dentro de suas capacidades reais, procura solucionar problemas e dar uma assistência igual para todos, levando em conta as normas do Sistema Educacional, cumprindo seu papel junto à comunidade. Se cada um fizer sua parte com dedicação e compromisso estará contribuindo imensamente para solucionar o grave problema da educação brasileira, transformando jovens sofridos e sem perspectiva em cidadãos plenos e capazes.

Nossas Conquistas

Boletim informativo

Mantenha-se atualizado sobre nossa escola: